Tag Archives: Toyo Ito & Associates

Marta Pedro: Prémio Fernando Távora

20 Apr

Marta Pedro é a vencedora da 6ª edição do Prémio Fernado Távora, anunciada no passado dia 1 de abril. Aos 30 anos, a jovem arquiteta portuguesa, residente em Tóquio desde 2005, conquistou o júri deste ano com o projeto “A Song to Heaven ou o Japão Sublime em Frank Lloyd Wright: Da viagem de 1905 ao legado na arquitetura moderna japonesa”.

Licenciada pelo Departamento de Arquitectura da Universidade de Coimbra em 2005, Marta Navarro Pedro radicou-se no Japão nesse mesmo ano e é, desde 2006, professora convidada na Universidade Miji (Tóquio) e membro da direção do Young Leaders Group of Urban Land Institute Japan. No currículo internacional conta ainda com colaborações com os ateliers Toyo Ito & Associates, Jun Mitsui e Richard Rogers e Maki and Associates Architects. Em Portugal trabalhou com Cecil Balmond no projeto do Pavilhão para o Jardim de Santa Cruz, em Coimbra.

O Prémio Távora é atribuido anualmente, desde 2005, pela Secção Regional do Norte da Ordem dos Advogados (OA/SRN) em homenagem ao arquiteto portuense Fernando Távora, que foi professor do curso de Arquitetura da Escola de Belas Artes do Porto e mestre de grandes nomes da área como Siza Vieira e Souto Moura. Durante a sua vida, Távora viajou por todo o mundo a fim de estudar in loco a arquitetura mundial de todos os estilos e épocas. E é precisamente porque «o Prémio Fernando Távora destina-se a perpetuar a memória do arquiteto, valorizando a importante contribuição da viagem e do contato direto com outras realidades, na formação da cultura do arquiteto» (segundo o site da OA) que anualmente é atribuída uma bolsa de 6.000 euros ao melhor projeto de viagem de investigação apresentado por um membro da Ordem dos Advogados.

A abertura das inscrições, bem como a apresentação do júri, acontece todos os anos no Dia Mundial da Arquitetura (primeira segunda-feira de outubro). Em cada cerimónia de abertura o vencedor do ano anterior terá de apresentar os resultados da viagem realizada.

O júri é renovado, total ou parcialmente, todas as edições e deverá ser composto por cinco elementos nomeados pela OA/SRN, entre os quais uma figura de relevo cultural e um elemento designado em conjunto com a família Távora. Nesta 6ªa edição, o júri contou com o realizador Manoel de Oliveira, António Magalhães Basto (representante da família Távora) e os arquitetos Margarida Vagos Gomes (OA), João Mendes Ribeiro (Casa da Arquitetura de Matosinhos) e o espanhol Luís Moreno Mansilla.

Em 2009, Marta Pedro iniciou no Japão um projeto de documentação e arquivo fotográfico de obras de arquitetura japonesa, moderna e contemporânea e ganha agora uma bolsa de investigação que lhe permitirá um estudo mais aprofundado e específico. Foi com um projeto de uma viagem que, segundo o júri, «transcende o tempo e o espaço para nos propor uma dimensão híbrida entre a arquitetura tradicional japonesa e a história da arquitetura moderna, traduzida de forma clara na arquitetura intemporal de Frank Loyd Wright» que Marta Pedro saiu vencedora da edição do Prémio Távora com mais participantes até hoje (36).

Pessoalmente deslumbrada com a arquitetura nipónica, Marta cativou o júri, que reconheceu que «O rigor e a qualidade desta viagem são alicerçados num conhecimento aprofundado da cultura, história e domínio da língua japonesa, proporcionados pela vivência e trabalho neste país».

A um herói desconhecido

+++Este artigo foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico+++

Advertisements