Tag Archives: judo

João Pina e os Europeus de Istambul

16 Apr

«Psicologicamente sinto-me mais seguro». É assim que João Pina descreve o peso que neste momento tem sobre os ombros. Nos próximos dias 21 e 24 deste mês o judoca irá defender, nos Europeus de Istambul, o título de campeão da Europa conquistado em 2010.

Campeão na categoria de -73 kg, o desportista confessa que este ano «a fasquia está mais elevada e as pessoas estão à espera de um grande resultado». Contudo, não tem dúvidas sobre o seu desempenho no campeonato uma vez que tem «treinado bem».

João ganhou a medalha de ouro em abril do ano passado, ao derrotar o russo Batradz Kaitmazov. Assim, o judoca português conseguiu atingir o melhor patamar da sua carreira até aos dias de hoje, uma vez que medalhas europeias e mundiais não tinham, ainda, feito parte da sua vida no Judo.

+++Este artigo foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico+++

Advertisements

"A única pressão que sinto é a minha"

8 Mar

Telma Monteiro foi a personalidade do mundo do desporto que o Clique decidiu distinguir. Hoje, dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher, destacamos o seu testemunho.

Numa breve entrevista ao Clique, Telma fala-nos um pouco de tudo. Das convicções e emoções que lhe advêm da sua carreira desportiva, do que lhe representa este dia e dos obstáculos que ainda tem para deitar ao tapete no presente ano.

O que a levou a escolher o Judo como desporto de eleição?

A primeira vez que experimentei fazer judo tinha 12 anos, mas na altura estava mais interessada em jogar futebol. Mais tarde por incentivo da minha irmã que entretanto também praticava, decidi voltar e já não quis sair.

Quais os momentos que mais a marcaram enquanto judoca?

Felizmente foram vários. Tenho ganho muitas medalhas em Europeus e Mundiais e todas são importantes, porque todas juntas representam o meu percurso do qual me orgulho muito.

Que significado tem para si participar em eventos, como o I Encontro Mulher e o Judo, que promovem o desporto que pratica e que valorizam a importância da, cada vez maior, afirmação das mulheres nesse mesmo desporto?

É importante incentivar as mulheres a praticar desporto, normalmente as mulheres são de uma forma geral quem “cuida da família”. Eventos como esse servem, não só para incentivar as mulheres a fazer desporto, mas este em particular serve sobretudo para divulgar o judo feminino e trazer mais mulheres para esta modalidade.

Como figura pública e referência nacional, tem consciência que é considerada um exemplo para muitas mulheres portuguesas?

Tenho consciência que isso pode acontecer, penso que com a minha atitude e maneira de estar transmitida através do desporto posso ser uma referência para muitas mulheres.

Sempre que participa numa competição sente uma pressão e responsabilidade acrescidas por ser a atual  número 2 no Ranking Mundial da sua categoria (-57kg)?

Não, a única pressão que sinto é a minha, a de querer ser melhor, de querer ser a melhor, sempre fui assim, independentemente da minha posição do ranking. Penso que é essa maneira de estar que me ajuda a estar no topo.

Para o presente ano, quais são as principais metas que pretende atingir?

Este ano tenho o Campeonato da Europa em abril , em Istambul, gostava de ser Campeã da Europa, depois tenho ainda dois Grand Slam, um em Moscovo e outro no Rio de Janeiro. Em agosto  tenho o Campeonato do Mundo, o meu objetivo  é sempre ganhar as provas em que entro, nem sempre é possível, mas são as minhas metas a atingir este ano.

+++Este artigo foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.+++

Telma Monteiro

7 Mar

Em Portugal, Telma Monteiro é uma das atletas femininas que mais se destaca no mundo do desporto. Fazer do judo profissão era, até há bem pouco tempo, um direito exclusivo dos homens. No entanto, Telma conseguiu afirmar-se e hoje em dia é uma das melhores atletas a nível nacional e mundial. Iniciou a sua prática de judo há já onze anos. Em 2011 começou a acumular medalhas. Um ano depois de deixar de lado as suas experiências no futebol e atletismo e investir no judo foi Vice-Campeã Nacional de Esperanças. Indício de que teria um futuro prometedor pela frente. Aos 16 anos alcançou os títulos de Campeã Nacional de Juniores, venceu o 9º Campeonato da Europa de Juniores e o 2º Torneio Nível A de Juniores em Portugal.

No ano de 2003 angariou a Medalha de Bronze no Campeonato da Europa de Juniores, o 1º Torneio Nível A de Juniores na Suécia, Hungria e Portugal e o 3º Torneio Nível A de Juniores na República Checa. Venceu, na categoria de 52kg, a Medalha de Bronze no Campeonato da Europa de Seniores, o 9º lugar nos Jogos Olímpicos de Atenas, o Campeonato da Europa de Juniores, a Medalha de Bronze no Campeonato do Mundo de Juniores, a 1º Taça do Mundo de Seniores na Áustria e Itália e a 3ª Taça do Mundo de Seniores na Polónia e na Estónia.

Os duelos continuaram. A Medalha de Bronze no Campeonato da Europa de Seniores, o Campeonato do Mundo da mesma categoria e a Medalha de Prata no Campeonato da Europa de Sub-23 foram também conquistados por Telma em 2005. A nossa campeã, em 2006, continuou a arrasar adversários em tapetes por todo o mundo. Foi considerada Número 1 do Ranking Mundial (52kg). A este título juntou o Campeonato da Europa e Seniores e o de Sub-23, o 1º Torneio Super A em Moscovo e a 1ª Taça do Mundo em Lisboa.

Mostrando-se um exemplo a seguir no desporto e na vida, em 2007, com 21 anos, após ingressar na faculdade, continua a série de vitórias consagrando-se Campeã da Europa de Seniores, Vice-Campeã do Mundo de Seniores e venceu a 1º Taça do Mundo em Lisboa e Dinamarca e o 2º Torneio Super A em Paris e Moscovo. No ano seguinte, a Medalha de Bronze no Super A em Paris e o 9º Lugar nos Jogos Olímpicos acentuaram a tendência para contrariar adversários e a facilidade em executar as melhores estratégias para a vitória. No ano seguinte, foi Campeã da Europa de Seniores. Com uma preparação física invejável, o ano passado, tornou-se Medalha de Bronze no Campeonato da Europa de Seniores e Vice-Campeã do Mundo. Aglomerou a 1º Taça do Mundo em Sófia, 2º Grand Slam em Dusseldolf e Rio de Janeiro e o 3º Grand Slam em Moscovo.

No presente ano, saiu vitoriosa no 1º Masters em Baku e no 3º Grand Slam em Paris. Telma Monteiro defende que a sua receita para o sucesso advém do apoio incondicional da família. Revelando-se uma autêntica super mulher, a actual número 2 do Ranking Mundial concilia o Judo com os estudos na Universidade Lusófona de Humanidades. Tendo a palavra “acreditar” como lema de vida, a jovem pretende concluir a sua licenciatura em Educação Física e ser treinadora de Judo.

Leia aqui a entrevista que a judoca deu ao Clique.

Oito de março, oito mulheres

+++Este artigo foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.+++