Tag Archives: desporto

Eternos rivais

2 Apr

Rafael Nadal venceu Roger Federer na meia-final do ATP Masters 1000 de Miami, na passada sexta-feira. O espanhol e nº 1 do ranking do ténis mundial cimentou a sua vantagem em encontros contra Federer, aumentando a sua margem para 15-8.

A sua história vem sendo escrita desde 2004. Nadal, que tinha então 17 anos e apenas o 34º lugar no ranking, surpreendeu tudo e todos ao vencer Roger Federer, também em Miami. Federer era o nº 1 mundial há 237 semanas consecutivas. As partidas entre o helvético e o espanhol têm sido, na sua maioria, disputadas em finais: 17 das 23 até hoje foram jogadas em finais de torneios, e 7 dessas finais corresponderam a  Grand Slams.

Contudo, esta disputa não tem sido a mais equilibrada, pelo menos dado o facto de se tratar, durante muito tempo, de Federer no 1º lugar do ranking da ATP e Nadal no 2º, bem como atualmente ser Nadal o 1º e Federer o 3º. Apenas depois da segunda partida entre os dois, no mesmo Torneio de Miami em 2005, o confronto esteve empatado. Desde então Rafael Nadal tem estado sempre em vantagem.

Sem dúvida, o universo desportivo já viu e continua a ver muitas rivalidades semelhantes. No Surf, o decacampeão mundial Kelly Slater e o tricampeão Andy Irons foram bastante documentados nos media pela sua animosidade competitiva com títulos mundiais em jogo. Ou Alberto Contador e Andy Schleck no ciclismo, vindo a ser favoritos nas grandes competições para 1º e 2º lugar, com alguma vantagem para o espanhol, que venceu as duas últimas edições do Tour de France.

Também o jamaicano Usain Bolt e o norte-americano Tyson Gay têm uma rivalidade muito acesa como grandes velocistas no atletismo. O americano foi o único a vencer Bolt numa final desde que este bateu o record mundial dos 100 metros, vitória que se deu na Diamond League em Estocolmo no ano passado.

Já outras rivalidades são mais antigas. O basquetebol da NBA viu durante muitos anos os Boston Celtics e os Los Angeles Lakers baterem-se por campeonatos, mas foi durante os anos 80 que esta se popularizou pelo mundo inteiro. A razão prendeu-se com a existência de um confronto entre os dois melhores atletas – Larry Bird dos Celtics e Magic Johnson dos Lakers – que naturalmente personalizou cada confronto entre as duas formações. Quando ao futuro de Nadal e Federer, tendo o primeiro 24 e o segundo 29 anos, a diferença no confronto se mantenha do lado do espanhol. Porém, tratando-se de dois atletas de topo, há sempre a possibilidade de as coisas inverterem o seu rumo.

+++Este artigo foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico+++

Advertisements

Ate já, Bahrein

8 Mar

Há males menores necessários. É esta a razão que terá levado o príncipe herdeiro Salman bin Hamad bin Isa Al-Khalifa a cancelar o Grande Prémio do Bahrein, prova inaugural do calendário da Formula 1. Segundo este, o país terá agora de “ultrapassar a tragédia, sanar as divisões e redescobrir aquilo que une o país”.

O GP do Bahrein vê assim os seus dias contados na presente época. A instabilidade do país terá levado Bernie Ecclestone a promover um simples adiamento da prova para finais de novembro (antes do GP do Brasil, último do calendário). Mas, tal situação levaria a que prova se realizasse num período extremamente decisivo e cansativo para os atletas. E, tal fator, tem provocado bastante discordância, que tudo indica, levará ao cancelamento do Grande Prémio em questão.

O próprio campeão mundial, Sebastian Vettel, em declarações ao jornal finlandês Turun Sanomat, fez saber que se a decisão fosse sua, não remarcaria a prova. Tal posição é ainda mais acentuada pelo presidente da Williams, Adam Parr, o qual disse que a sua equipa deveria boicotar o GP do Bahrein, caso ele não fosse cancelado.

A competição que teria começo dia 13 de março no circuito de Sakhir terá assim o seu início a 27 de março na Austrália, no circuito de Melbourne. Em declarações à BBC, o piloto australiano Mark Webber, sublinhou a satisfação por iniciar o calendário desportivo no seu país natal, esperando nada mais, nada menos, que uma “corrida sensacional”.

+++Este artigo foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.+++

Telma Monteiro

7 Mar

Em Portugal, Telma Monteiro é uma das atletas femininas que mais se destaca no mundo do desporto. Fazer do judo profissão era, até há bem pouco tempo, um direito exclusivo dos homens. No entanto, Telma conseguiu afirmar-se e hoje em dia é uma das melhores atletas a nível nacional e mundial. Iniciou a sua prática de judo há já onze anos. Em 2011 começou a acumular medalhas. Um ano depois de deixar de lado as suas experiências no futebol e atletismo e investir no judo foi Vice-Campeã Nacional de Esperanças. Indício de que teria um futuro prometedor pela frente. Aos 16 anos alcançou os títulos de Campeã Nacional de Juniores, venceu o 9º Campeonato da Europa de Juniores e o 2º Torneio Nível A de Juniores em Portugal.

No ano de 2003 angariou a Medalha de Bronze no Campeonato da Europa de Juniores, o 1º Torneio Nível A de Juniores na Suécia, Hungria e Portugal e o 3º Torneio Nível A de Juniores na República Checa. Venceu, na categoria de 52kg, a Medalha de Bronze no Campeonato da Europa de Seniores, o 9º lugar nos Jogos Olímpicos de Atenas, o Campeonato da Europa de Juniores, a Medalha de Bronze no Campeonato do Mundo de Juniores, a 1º Taça do Mundo de Seniores na Áustria e Itália e a 3ª Taça do Mundo de Seniores na Polónia e na Estónia.

Os duelos continuaram. A Medalha de Bronze no Campeonato da Europa de Seniores, o Campeonato do Mundo da mesma categoria e a Medalha de Prata no Campeonato da Europa de Sub-23 foram também conquistados por Telma em 2005. A nossa campeã, em 2006, continuou a arrasar adversários em tapetes por todo o mundo. Foi considerada Número 1 do Ranking Mundial (52kg). A este título juntou o Campeonato da Europa e Seniores e o de Sub-23, o 1º Torneio Super A em Moscovo e a 1ª Taça do Mundo em Lisboa.

Mostrando-se um exemplo a seguir no desporto e na vida, em 2007, com 21 anos, após ingressar na faculdade, continua a série de vitórias consagrando-se Campeã da Europa de Seniores, Vice-Campeã do Mundo de Seniores e venceu a 1º Taça do Mundo em Lisboa e Dinamarca e o 2º Torneio Super A em Paris e Moscovo. No ano seguinte, a Medalha de Bronze no Super A em Paris e o 9º Lugar nos Jogos Olímpicos acentuaram a tendência para contrariar adversários e a facilidade em executar as melhores estratégias para a vitória. No ano seguinte, foi Campeã da Europa de Seniores. Com uma preparação física invejável, o ano passado, tornou-se Medalha de Bronze no Campeonato da Europa de Seniores e Vice-Campeã do Mundo. Aglomerou a 1º Taça do Mundo em Sófia, 2º Grand Slam em Dusseldolf e Rio de Janeiro e o 3º Grand Slam em Moscovo.

No presente ano, saiu vitoriosa no 1º Masters em Baku e no 3º Grand Slam em Paris. Telma Monteiro defende que a sua receita para o sucesso advém do apoio incondicional da família. Revelando-se uma autêntica super mulher, a actual número 2 do Ranking Mundial concilia o Judo com os estudos na Universidade Lusófona de Humanidades. Tendo a palavra “acreditar” como lema de vida, a jovem pretende concluir a sua licenciatura em Educação Física e ser treinadora de Judo.

Leia aqui a entrevista que a judoca deu ao Clique.

Oito de março, oito mulheres

+++Este artigo foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.+++

Super Bowl XLV

6 Feb
por Thiago Mourão |

Todos os anos, o dia mais esperado por muitos é o Super Bowl, a grande final da Liga de Futebol Americano (NFL). Desde 1967, o jogo reune os campeões da American Conference (AFC) e da National Conference (NFC). Hoje, nos EUA, a NFL é um dos maiores eventos da televisão norte-americana, e um detalhe muito interessante é que o dia em que acontece o Super Bowl, é o segundo dia em que existe maior consumo de comida nos EUA, perdendo apenas para o Dia de Ação de Graças.

Todos os anos a cidade que vai sediar o evento é escolhida aleatória e previamente pela NFL, independentemente desta ter algum clube na final ou não. Já o nome do evento, “Super Bowl”, nem sempre foi o mesmo. O primeiro nome que o jogo final da NFL teve foi “The Big One”, porém, depois de alguns anos, o presidente da AFL, Lamar Hunt, propôs o nome Super Bowl, inspirado num brinquedo de seu filho chamado Super Ball.

Nos EUA este jogo é visto por milhões de pessoas e o maior vencedor é, até hoje, o Pittsburgh Steelers, da cidade de Pittsburgh, Pensilvânia com seis títulos. O último campeão foi o New Orleans Saints, da cidade de New Orleans, Louisiana.

Neste dia 6 de fevereiro acontece o Super Bowl XLV, o jogo que será realizado no Cowboys Stadium, Arlington, Texas e terá em campo Green Bay Packers x Pittsburgh Steelers, que procura o seu sétimo título.

+++Este artigo foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.+++