Archive | Águas Passadas RSS feed for this section

Águas Passadas

19 Feb
por Marta Spínola Aguiar |

A tempestade na Ilha da Madeira, a 20 de fevereiro de 2010, deixou para trás um cenário de profunda destruição, a nível material e humano. Para além das dezenas de mortos e feridos, que aumentavam de dia para dia, o número de desalojados rondou os 600 e os danos foram avaliados em cerca de 1080 milhões de euros.

Muitas foram as inundações e derrocadas que ocorreram em vários pontos da ilha, especialmente na parte Sul, afetando drasticamente a baixa do Funchal, Câmara de Lobos e Ribeira Brava. Após várias análises feitas por especialistas, chegou-se à conclusão que o temporal, originado no arquipélago dos Açores, tomou contornos mais violentos e definidos ao aproximar-se da ilha da Madeira. A par de uma forte precipitação, os erros de planeamento urbanístico, como por exemplo a construção ilegal dentro ou até mesmo próximo dos cursos de água e a acumulação de lixo nos leitos das ribeiras, fizeram com que o dia 20 de fevereiro ficasse para sempre marcado na memória de todos os madeirenses.

1. Longe dos olhos, perto do coração.

2. Controlar a tragédia.

3. A ajuda económica à Madeira.

4. As reacções dos líderes

5. Onde estão os fundos monetários?

6. Um ano depois: o que mudou?

7. E se há uma nova tempestade?

+++Este artigo foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.+++

Advertisements