Archive | Desporto RSS feed for this section

Vai-vem de janeiro

6 Feb
por Steve Grácio |

Como já tem vindo a ser hábito, o mercado de inverno não nos traz grandes novidades no que toca a transferências. Várias podem ser as explicações para este acontecimento relativamente recente, entre os quais a conjuntura económica que, embora não pareça em alguns casos, também afeta o futebol, ou a necessidade dos clubes de salvaguardarem as suas pérolas para atacar o que falta da temporada.

Para contrariar esta tendência apenas estão alguns colossos europeus, com destaque para o Chelsea, Liverpool e AC Milan. Os dois gigantes de Inglaterra foram mesmo os grandes ‘vencedores’, com mais dinheiro gasto nas movimentações de atletas. O Chelsea gastou 84 milhões em apenas dois jogadores: David Luiz adquirido ao Benfica e Fernando Torres ao rival Liverpool, talvez a transferência mais sonante deste mercado de inverno pouco movimentado. Já o Liverpool, para compensar a perda de Torres, um dos melhores jogadores do clube, comprou o goleador Luís Suárez ao Ajax e Andrew Carroll ao Newcastle por uns impressionantes 40 milhões de euros. Nos restantes clubes Ingleses, destaque para o Aston Villa que se reforçou com Robert Pires do Villarreal, Makoun do Lyon e Darren Bent do Sunderland, para o Tottenham que ‘roubou’ Steven Piennar, ex-Everton, ao Chelsea e que perdeu Giovani dos Santos (Racing) e Robbie Keane (West Ham), ambos por empréstimo, para Dzeko que trocou o Wolfsburg pelo Manchester City e para Roque Santa Cruz que vai representar o Blackburn Rovers por empréstimo do Manchester City até ao final da temporada.

Já o Milan não se deslumbrou e comprou bons jogadores a baixo preço.             Reforçou-se com nomes sonantes como Mark Van Bommel, Cassano, Emanuelson e Legrottaglie que vieram, respetivamente, do Bayern Munique, Sampdoria, Ajax e Juventus. Quanto aos seus maiores rivais, o Inter reforçou-se com Pazzini da Sampdoria e a Juventus com Barzagli (ex. Wolfsburg) e com Luca Toni do Génova. Destaque ainda para Macheda que chega à Sampdoria emprestado pelo Manchester United.

Por sua vez, a liga Espanhola ainda foi mais calma. De sonante, apenas há o empréstimo de Adebayor pelo Manchester City ao Real Madrid, a contratação de Rakitic pelo Sevilha ao Shalke 04, de Cicinho, que saiu da Roma para rumar ao El Madrigal, casa do Villarreal, de Afellay que deixa o PSV para representar o Barcelona e o empréstimo de Castro pelo Porto ao Sporting Gijon. No restante mundo, há que realçar o regresso de Ronaldinho ao Brasileirão para representar o Flamengo, proveniente do AC Milan e a ida de Simão, Hugo Almeida e Manuel Fernandes para o Besiktas da Turquia, juntando-se a Ricardo Quaresma para formar uma das equipas com mais portugueses do mundo.

Por último, na nossa liga o destaque natural vai para a saída de Liedson rumo ao Corinthians e de David Luiz para o Chelsea. O Benfica, como vem sendo habitual foi o clube que mais se reforçou neste mercado de inverno, com as chegadas de Matic (ex. Chelsea), José Fernandez (ex. Racing Club), Jardel (ex. Olhanense) e Carole (ex. Nantes). Para além dos reforços que chegaram à luz, há ainda que realçar a contratação de Cristiano pelo Sporting (ex. PAOK), de Vinicius (ex. Olhanense), Marco Ramos (ex. Lens), Ukra (FC Porto, Empréstimo), Kaká (ex. Hertha Berlin, Empréstimo) pelo Braga, de Dady (ex. Rapid), Oblak (Benfica, empréstimo), Tiero (ex. CSKA Sofia) pelo Olhanense, o empréstimo de João Silva do Everton à União de Leiria, o empréstimo de Edinho ao Marítimo proveniente do Málaga e o empréstimo de Adrien pelo Sporting que ruma a Coimbra. No sentido inverso, para além das já referias saídas de Liedson e David Luiz, o grande destaque foram as saídas de Matheus e Moisés do Braga rumo, respetivamente, ao Dinipro da Ucrânia e ao Al-Rayyan do Qatar e de Carlão e Silas da União de Leiria que se transferiram, respetivamente, para o Kashima Antlers do Japão e para o AEL Limassol do Chipre.

+++Este artigo foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.+++

Advertisements